Cuidados essenciais com a saúde bucal

Cuidados essenciais com a saúde bucal

Ainda hoje existe uma concepção cultural de que os cuidados com a saúde bucal estão relacionados, exclusivamente, às questões estéticas. Tanto que, por muito tempo, a odontologia foi considerada uma especialidade à parte das demais áreas da saúde.

No entanto, com o avanço da ciência e dos estudos relacionados ao bem-estar oral, os profissionais da área começaram a perceber a importância das estruturas dentárias para o funcionamento adequado de todo o organismo.

Isso porque, além de ser fundamental para a realização de uma boa mastigação e nutrição, a negligência com a saúde bucal pode causar dores e desconfortos que comprometem a concentração, a capacidade de aprendizado e até os relacionamentos sociais.

Por isso, tão essencial quanto às intervenções estéticas – como a lente de contato de resina – o cuidado com a integridade de todas as estruturas bucais é fundamental para manter um corpo forte e livre de enfermidades.

Como a prevenção de doenças bucais é fundamental para o organismo

Dificilmente os problemas bucais permanecerão localizados apenas na cavidade oral. 

O advento das doenças bacterianas e os problemas com a estrutura dental são capazes de interferir no desempenho de todo o organismo, podendo ser a origem de inúmeras patologias.

Doenças bacterianas

A cavidade oral é o lar de aproximadamente 50 bilhões de microrganismos, que variam entre bactérias, fungos e vírus. 

Assim, quando existe a falta da higienização adequada, essas colônias podem se desestabilizar, formando placas bacterianas, cáries, gengivite e periodontite.

Essas doenças, quando não cuidadas apropriadamente, podem infectar a rede vascular dos tecidos bucais e se espalhar por todo o corpo, sendo a origem de doenças sistêmicas graves, como:

  • Enfermidades cardiovasculares;
  • Problemas gastrointestinais;
  • Aumento da incidência de pneumonias;
  • Tendência ao desenvolvimento de doenças degenerativas;
  • Artrite e outros quadros inflamatórios.

Por isso, é fundamental consultar um especialista sobre quanto custa restauração de dente ou como é feito o tratamento de problemas periodontais para garantir que nenhum desses efeitos graves sejam permanentes ou comprometam a saúde geral do paciente.

Malformação estrutural

A má formação dental pode incluir problemas com o alinhamento, o apinhamento dos dentes, o nascimento de estruturas tortas ou até mesmo os problemas com a oclusão, que impedem o fechamento adequado da mordida.

Essas condições podem ter origem genética – sendo desenvolvidas durante o crescimento natural dos dentes – ou devido a maus hábitos realizados no dia a dia, como a respiração bucal, o costume de morder objetos ou as práticas infantis de chupar o dedo ou chupeta.

Nestes casos, o uso do aparelho dentário móvel é necessário para ajudar a melhorar a estética do sorriso, mas também é crucial para aprimorar toda a condição da saúde bucal. 

Isso porque essas inconveniências também podem causar:

  • Má digestão e problemas intestinais;
  • Dores crônicas de cabeça e na região do pescoço;
  • Maior probabilidade no desenvolvimento de doenças bucais;
  • Anomalias no crescimento;
  • Sobrecarga da articulação temporomandibular.

Cuidados essenciais para a manutenção de uma boa saúde oral

Desta forma, manter uma atenção extra com a saúde bucal é essencial para cultivar o bem-estar geral e uma qualidade de vida mais satisfatória. 

Para isso, é recomendado que os pacientes se atentem aos hábitos diários, como:

  1. Uso diário do fio dental

Ainda que seja uma atividade mais delicada e demorada, o fio dental precisa ser utilizado pelo menos uma vez ao dia.

Essa é a única forma de higienizar os sulcos gengivais – espaço entre a gengiva e o dente –, eliminando o acúmulo de alimentos e a placa bacteriana.

Essa limpeza deve ser feita especialmente à noite, antes de dormir, pois este é um momento em que a produção salivar é reduzida e as bactérias têm mais liberdade para agir, desgastando o esmalte dentário e causando inflamações nos tecidos gengivais.

  1. Escovação adequada

A escovação é uma das principais formas – e a mais importante – para controlar a multiplicação das bactérias danosas aos dentes. Ela deve ser feita três vezes ao dia, 30 minutos após cada uma das principais refeições.

A utilização de materiais adequados também é fundamental para conquistar uma limpeza mais efetiva. 

Por isso, sempre dê preferência às escovas com cerdas macias e aos cremes dentais com adição de flúor ou que combatam a sensibilidade.

  1. Visita regular ao dentista

A realização de consultas regulares com o dentista é necessária para a efetivação de procedimentos profiláticos importantes, como a remoção da placa bacteriana e das formações de tártaro – que não podem ser feitas com a escovação normal.

Muitos pacientes que vão aos consultórios odontológicos procuram sanar dúvidas quanto à limpeza dentária preço, no entanto, o investimento nesse tipo de atendimento pode fazer com que as pessoas economizem muito dinheiro.

Isso porque, com apenas duas consultas por ano, o dentista pode impedir a formação de inflamações gengivais, cáries e diversos outros problemas que exigem tratamentos mais complexos e caros.

Essas visitas também podem ser utilizadas para o planejamento dos cuidados com as estruturas dentais e para sanar as dúvidas quanto ao aparelho ortodôntico transparente preço e aos outros acessórios, promovendo ainda mais qualidade para o sorriso como um todo.Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *